top of page

Yoga e saúde da mulher

Segundo alguns levantamentos, há uma maior prevalência de depressão em mulheres, jovens adultos e idosos, portanto esses são considerados grupos com maior vulnerabilidade.


Também há registros de que nos últimos anos um maior número de pessoas vêm procurando a medicina complementar e alternativa como meios para aliviar os efeitos da depressão e outros problemas de ordem mental. Para muitas pessoas o Yoga é percebido como uma "medicina alternativa", e vem aumento a sua popularidade, pois há muitos estudos que evidenciam a melhora nos efeitos da depressão, pois o Yoga pode oferecer um método efetivo de redução dos sintomas em depressões leves e seus efeitos, assim como melhora nos quadros de ansiedade, problemas cardíacos, respiratórios, diabetes, dores no corpo, problemas de coluna, etc.


Uma aula de Yoga engloba diversas práticas como exercícios respiratórios, concentração mental, exercícios físicos, relaxamento, mentalizações, visualizações, meditação, e devido a essa gama de práticas, os efeitos na vida de quem o pratica podem ser sentidos de forma efetiva dia após dia.


Há estudos que comprovaram que os efeitos de quadros leves de depressão e ansiedade foram reduzidos em mulheres, após a prática de 3 meses de Yoga.


Quem pratica Yoga menciona que em um primeiro momento já provoca um bem-estar através de um relaxamento profundo do corpo e da mente. Em cada aula há uma diversidade de movimentos, sensações, que aos poucos vão provocando uma melhora no humor, no sono, na mobilidade, na convivência com outras pessoas, na auto observação, na auto percepção, e enfim permitindo o autoconhecimento.


Uma ressalva importante: nunca substitua um tratamento alopático pelo complementar.


Fica aqui o nosso convite: Considere o Yoga na sua vida!


Gratidão!





** texto baseado em pesquisas de estudos no Google Acadêmico: yoga and women mental health; women and anxiety



Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page